Violão

A Origem e História do Violão

A verdade é que não é tão clara assim qual foi exatamente a origem do violão. Entretanto, neste artigo iremos conversar baseado nas informações que temos disponíveis hoje a respeito deste assunto. A história do violão remonta lá atrás, por volta de 2 mil anos a.C.

Na Babilônia antiga, foram localizados por arqueólogos, algumas placas feitas de barro que traziam imagens tocando instrumento musical, dentre essas figuras eles perceberam que o instrumento em questão se assemelhava bastante ao violão moderno daquela época (1900-1800 a.C).

É possível perceber que não há semelhanças fiéis no corpo e no braço do instrumento que  o aproxime de um alaúde. Outra curiosidade é em relação a quantidade de cordas presentes neste instrumento, que em alguns casos podemos perceber que há 2 cordas. Os instrumentos mais próximos da aparência do violão foram localizados na Assíria, Susa e Luristan.

Na Europa, estudos mostraram que o instrumento de corda teve sua origem por volta de 300 anos d.C. de formato muito semelhante ao violão que conhecemos hoje. Esse modelo de instrumento foi usado por centenas de anos e foi o antecessor da Teorba.

Nesse mesmo período existiam os músicos nômades, que devido as suas diversas viagens e contato com muitas culturas diferentes, acabaram expandindo a cultura europeia e dando, como consequência, muita popularidade ao instrumento.

A Origem e História do Violão

A Hipótese de Emílio Pujol

No seminário de Paris, ocorrido no dia 09/11/1928, Emílio Pujol apresentou 2 hipóteses sobre a origem do violão. O violão nasceu do termo Khetara grega, que logo após o “governo”  do Império Romano, foi nomeado para o termo Cítara romana ou Fidícula.

Então o instrumento começou a sofrer as primeiras mudanças no seu formato: o baço que parecia lira deu forma a uma caixa de ressonância, que em seguida recebeu um braço e 3 cordas.

No braço do instrumento foram colocadas as divisões (trastes), com o objetivo de ter diversas notas executadas numa única corda e ser tocado posicionando o instrumento na horizontal.

Segunda Hipótese

De acordo com a segunda hipótese para origem do violão, ele teria “nascido” do velho Alaúde Árabe, que chegou até a península Ibérica por meio dos mulçumanos, em meados 711 – 718 d.C.

O alaúde foi muito bem aceito pelas atividades culturais contemporâneas e com o tempo conseguir fazer parte da vida dos homens da Corte. Tal instrumento musical ficou muito popular na Espanha, no século VIII.

 Na verdade eram 2 instrumentos musicais com origens distintas dividindo o mesmo espaço. Porém felizmente havia harmonia entre ambos e tanto o Alaúde Árabe quanto a Guitarra Mourisca caíram no agrado dos povos daquela região. Isso pode ser evidenciado pelas transcrições de o Sábio e Leão.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.