Teoria Musical

Enarmonias e Escalas

O termo enarmonia é o nome empregado a duas notas musicais diferentes que possuem o mesmo som. Ficou confuso?

Veja esse exemplo:  digamos que você eleva ½ de Sol, logo você obterá G# (sol sustenido) e se você diminuir ½ tom de Lá, chegará no Ab (lá bemol). Acompanhando a estala cromática percebemos que nessa parte temos G  – G# – A – #. A dúvida que pode surgir e sobre qual das 2 notas (G# ou Ab) estão corretas?

A verdade é que ambas estão corretas. Aí que entra a enarmonia, onde você vai ter 2 notas diferentes porém com o mesmo som. Com o estudo das escalas você nota que toda nota sustenida é igual a próxima nota bemol e toda nota bemol é igual a nota anterior sustenida.

Para ficar mais fácil a compreensão, nas escala cromática (ascendente e descendente) abaixo coloquei todas as enarmonias destacadas em negrito.

DO DÓ#RÉ# MI FÁ FÁ# SOL SOL#LÁ# SI

DO RÉbMIb MI FÁ SOLb SOL LÁbSIb SI

No bloco abaixo irei dar uma pequena introdução sobre um assunto um pouco mais complexo, portanto certifique-se de ler os outros artigos dessa categoria em nosso site para compreender perfeitamente o assunto abordado.

o que e enarmonia e escala

Escalas Musicais

Nesse ponto, é interessante que você já tenha decorado as 12 notas musicais. Para facilitar irei disponibilizar abaixo pra você.

  • Dó #
  • Ré #
  • Mi
  • Fá #
  • Sol
  • Sol #
  • Lá #
  • Si

Não siga adiante antes de saber de cor e salteado essa escala cromática, do contrário você não vai conseguir acompanhar o conteúdo de forma confortável e absorver o conteúdo.

O objetivo da escala musical é descobrirmos quais notas vamos tocar em uma determinada canção. Sabemos que cada música possui a sua própria tonalidade.

Se uma música estiver em DÓ, isso significa que essa canção foi elaborada seguindo as notas que fazer parte da escala de DÓ. Mesmo tendo vários acordes, todos eles terão relação com as notas da escala da nota escolhida na hora de compor a música.

Mas, o Que é Escala?

Sendo bem direto, trata-se de um conjunto de notas que podem ser usadas em determinada música, levando em consideração o sua tonalidade. Por exemplo, se a música estiver na tonalidade de SOL todos os acordes serão com base na escala de SOL.

Podemos dizer que a escala musical estabelece regras que devemos seguir para criar “harmonia” entre os acordes e músicas. Imagina você compor uma música pegando todas as 12 notas e tocando, sem uma regra, um método?

Temos duas escalas mais conhecida pelos músicos: escala maior e escala menor. Em outros artigos aqui iremos aprofundar mais sobre a construção e aplicação de cada uma dessas escalas além de compreender o porquê que elas funcionam tão bem.

Como regra geral, não devemos misturar notas de uma escala com outra, pois o resultado tende a não ficar satisfatório. Porém, se você já é um perito em harmonia musical pode sim tentar fazer essa mesclagem com grande chance de ter um resultado bem agradável aos ouvidos.

Conheça o treinamento do Fábio de Amorim, artigo na Home deste site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.