Dicas Para Escolher o Violão Ideal

Dicas Para Escolher o Violão Ideal

A aquisição de um violão – seja com objetivo de uso profissional, estudo ou mesmo diversão– é um desafio e tanto, afinal, são diversos fatores envolvidos: da preferência de marca, modelo e materiais até a ficha técnica.

A fim de ajudar você a realizar sua melhor, este artigo apresenta 5 pontos que você precisar considerar antes de bater o martelo.

Defina o Quanto Pode Investir

Pra começar, é necessário ter bem esclarecido o valor que está disposto a investir no instrumento que vai atender o seu objetivo.

Por exemplo, pode ser que não valha a pena investir um valor alto num instrumento top de linha, consagrado no mercado, se seu objetivo é utilizá-lo somente para estudo por um pequeno período ou mesmo só para diversão em seus dias de folga.

Agora, se você vai usar profissionalmente o violão, aí sim, você pode considerar um investimento mais elevado em um modelo e marca consagrada no mercado. Portanto, tenha bem definido o seu objetivo de uso para o instrumento.

Essa atitude irá economizar tempo de pesquisa/decisão e ainda é capaz de poupar seu bolso!

Escolha o Modelo de Corda

Para decidir sobre o encordoamento é necessário compreender o tipo de estudo ou estilo musical você deseja tocar. Cordas de nylon, como você pode imaginar, são mais macias e produz uma sonoridade mais aveludada, com timbre ótimo para MPB, samba e bossa nova.

São excelentes para exercícios de dedilhado e prática das posições de acordes. Por outro lado, as cordas de aço são mais firmes e possui um timbre mais agudo e sustentado, bastante recomendada para tocar estilos como pop, rock e blues, além de praticar palhetada.

Em relação a estrutura do instrumento, é necessário saber que todo violão é projetado para um determinado tipo de corda e sua devida tensão.

Cordas de aço possuem uma tensão maior, requisitando que o braço, o cavalete e as tarraxas do instrumento sejam mais fortes. As de nylon possuem tensão menor e exigem pouca resistência.

Após fazer a sua escolha, saiba que apenas mudar o tipo de encordoamento do violão não é recomendado: o resultado é que o braço do violão pode pender tanto para frente quanto para trás, impactando negativamente do desempenho e o efeito sonoro final.

Atenção Quanto ao Modelo do Violão

Mais uma vez: a decisão pelo modelo está relacionada ao estilo de música que você deseja tocar e para o seu objetivo com o violão. Há três modelos mais populares no mercado, cada um com uma indicação de uso:

Violão Folk

Violão Folk tocando com estilo

O modelo folk possui cordas de aço e tem a caixa mais larga (o corpo normalmente é maior), resultando num timbre mais encorpado, metalizado e brilhante, devido a tensão que torna a sonoridade mais estridente. Muito utilizado principalmente para música sertaneja, pop, rock e gospel.

Violão Jumbo

violão jumbo

Este modelo de violão possui o corpo parecido com o do clássico, porém é largo e maior que o modelo folk. O seu timbre encorpado permanece entre o do clássico e o do folk, porém, é o que possui o som mais brilhante.

Violão Clássico

violão clássico tocando com estilo

Os violões clássicos possuem corda de nylon, timbre aveludado e são a escolha de que está iniciando pelo fato de serem mais leves e macios. Considerando as cordas, são usados para MPB, samba e bossa nova.

Acústico, Elétrico ou Eletroacústico

Essa fase é muito relevante, pois tem a ver com a amplificação do som e termina sendo relacionada também com as fases anteriores. De um para outro, a capacidade de propagação do som altera, além das características estruturais e as regulagens.

O violão acústico é o modelo mais popular e possui como característica de destaque o fato de não possuir entrada para cabos. Tem som naturalmente mais encorpado por causa da elevada ressonância que sua caixa (corpo do instrumento) possibilita.

O violão elétrico, ao contrário do modelo anterior, é projetado para funcionar conectado em caixas amplificadoras. Portanto, na forma acústica trabalha com um som muito baixo (a ressonância natural de sua caixa é bem inferior que o acústico).

Já o violão eletroacústico foi projetado para atender ambas as necessidades: elétrica e acústica. Dessa forma, ele funciona perfeitamente de forma elétrica, plugado aos amplificadores e mesas de som, e com um excelente som acústico, natural.

Realize Uma Ótima Pesquisa Antes de Decidir

Para finalizar, agora que você já conhece diversos aspectos técnicos a serem observados, procure realizar uma boa pesquisa a respeito das marcas e seus violões.

Troque ideias em fóruns especializados ou com amigos músicos que estejam mais avançados que você e se for possível, converse também com um profissional!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.